Cultura japonesa e “anime”.

Os grandes filmes do gênero para iniciantes. As grandes produções do cineasta Hayao Miyazaki e o cinema de animação japonês Studio Ghibli.


Por FELIPE VIVEIROS*


A Viagem de Chihiro (2001)


Obra mestre do gênero, escrita e dirigida por Hayao Miyazaki, e animada pelo lendário Studio Ghibli, o filme retrata a vida de uma menina de 10 anos que ao se mudar para um novo bairro, depara com o mundo de espíritos do folclore xintoísta. A produção foi lançada no Japão, em 2001, e se tornou o filme de maior sucesso da história do país. Considerado como um das maiores animações já feitas, “A Viagem de Chihiro” ganhou o Oscar de Melhor Longa-metragem de Animação, e foi eleito pela BBC como o um dos melhores filmes do século 21.



Túmulo dos Vagalumes (1988)


Outro clássico animado pelo Studio Ghibli, o filme é uma animação de guerra baseada no conto semi-biográfico de mesmo nome do autor Akiyuki Nosaka. Ambientado na cidade de Kobe, no Japão, a produção retrata a história de dois irmãos na luta por sobrevivência durante os meses finais da Segunda Guerra Mundial. Aclamado pela crítica, o “Túmulo dos Vagalumes” foi considerado pelo Chicago Sun-Times como um dos melhores e mais poderosos filmes de guerra.



O Castelo Animado (2004)


Escrito e dirigido por Hayao Miyazaki, a produção se baseia no romance de mesmo nome da autora britânica Diana Wynne Jones. Mais uma animação do Studio Ghibli, a história se passa em um reino fictício onde a magia e a tecnologia do século 20 prevalecem. Influenciado pela oposição de Miyazaki à invasão dos Estados Unidos no Iraque, a produção contém elementos de caráter feminista no Japão e também explora temas tabu como a velhice. Nomeado para o Oscar de Melhor Longa de Animação, em 2005, a obra é considerada por Miyazaki como sua criação favorita.



Princesa Mononoke (1997)


Em mais uma perfeita combinação entre a direção de Hayao Miyazaki e a animação do Studio Ghibli, Princesa Monoke acontece no final do período Muromachi do Japão. O longa retrata o envolvimento de um jovem príncipe na luta entre os deuses de uma floresta e os humanos que consomem a natureza. Foi o filme de maior bilheteria no Japão, em 1997, e contribuiu muito para a popularidade e destaque cultural do Studio Ghibli fora do país.



Meu Amigo Totoro (1988)


Escrito e dirigido por Hayao Miyazaki e animado pelo Studio Ghibli, o filme revela a história de duas meninas que se mudam para o interior e, assim, entram em contato com espíritos tendo como pano de fundo o Japão rural do pós-guerra. “Meu amigo Totoro” foi aclamado pela crítica e se tornou ícone cinematográfico. O personagem principal teve diversas aparições em filmes e videogames do Studio Ghibli, sendo reconhecido como um das figuras mais populares da história da animação japonesa.



*Felipe Viveiros, graduado em Relações Internacionais pela PUC-SP, tem extensão universitária em Comunicação Empresarial pela Universidade da Colúmbia Britânica (Canadá) e é mestre em Relações Internacionais e Organização Internacional pela Universidade de Groningen (Holanda).

DO RESTO DO MUNDO

cultura

  • Facebook
  • Instagram
  • Spotify

Copyright © 2020 Cultura do Resto do Mundo.

Todos Direitos Reservados. Arte do Site: Viviane Seeger.

  • Facebook
  • Instagram
  • Spotify