Carnaval sem folia, mas com alegria!

Na pandemia, em casa, abrace o Carnaval do Mundo muito além do Brasil.


Por FELIPE VIVEIROS*


Temos muito orgulho do Carnaval Made in Brazil. Há quem diga que “o Carnaval é uma festa brasileira”. Sem dúvida! Somos donos da maior celebração carnavalesca do mundo, que atrai milhões de pessoas do País e do Exterior, em um mês intenso com ruas, avenidas, praças e sambódromos tomados pelos blocos, trios elétricos, frevo, axé, maracatu, bois folclóricos, bonecos gigantes e desfiles de escolas de samba. Ao contrário do que muitos imaginam, não foi por descuido que o brasileiro deixou de patentear o Carnaval. Não poderia, não foi o seu criador.


Carnaval é uma tradição de origem europeia e cristã, uma festividade anterior ao período da quaresma, com raízes na Idade Média. Embora a origem da palavra seja incerta, a teoria mais aceita remete à expressão do latim antigo carne levare, que significa “dar adeus à carne”. Faz sentido. A celebração é a festa final que antecede os 40 dias nos quais os cristãos da época – e alguns até hoje em dia – jejuavam e se abstinham de comer carne.


Não leve para o lado pessoal, o Carnaval não é só nosso. É a alegria que toma as ruas de mais de 50 países do mundo. Os trajes, a música, a comida, a bebida e até o primeiro dia de festividade variam de acordo com as tradições e os costumes locais embora andem juntos no mesmo bloco.


Para celebrar a data de tanta euforia, Cultura do Resto do Mundo separou para vocês, os artistas e as bandas mais tocados nos carnavais do lado de cá e do lado de lá do Atlântico.


Surpreenda-se com as similaridades e abrace as diferenças na festa mais colorida do planeta!


Notting Hill Carnival

Londres, Inglaterra

Artista: Konshens


Carnaval britânico? Sim! O Carnaval de Notting Hill é um evento anual que se realiza desde o final dos anos 1960. Explodiu como uma das maiores festas de rua do mundo, com cerca de dois milhões e meio de pessoas, todos os anos. A celebração acontece em Agosto e é organizada por caribenhos em significativo evento para a cultura negra na Inglaterra. Konshens, o animado cantor jamaicano de soca e dancehall, é sempre um sucesso nessa festividade.



Kölner Karneval

Colônia, Alemanha

Artista: Querbeat


Os alemães da cidade de Colônia não estruturam o ano tendo como princípio inverno, primavera, verão e outono. Eles acrescentam uma quinta estação ao calendário. Todo ano, no dia 11 de novembro às 11h11 a temporada de Carnaval é anunciada na praça central e uma festa de rua gigante se espalha pela cidade. As comemorações e os shows têm programação até fevereiro, ou março, e terminam na quarta-feira de cinzas. A cidade dispõe de uma lista extensa de bandas e cantores carnavalescos. Um dos mais tocados é o grupo de brass pop Querbat, hit absoluto nas celebrações.



Trinidad and Tobago Carnival

Port of Spain, Trinidad e Tobago

Artista: Farmer Nappy


Eleito pelo voto popular como “melhor carnaval caribenho do Mundo”, a celebração em Trinidad e Tobago é colorida, vibrante e animada. A festa acontece nos dois dias que antecedem a quarta-feira de cinzas e é famosa por seus desfiles de bandas, rum de qualidade e música típica. Assim como o samba pulsa no carnaval do Rio, os gêneros socae calipso ditam o ritmo da festa em Port of Spain. O cantor nativo Farmer Happy tem se destacado, cada vez mais, nas festividades e é folia garantida nas ilhas.



Carnaval de Oruro

Oruro, Bolívia

Artista: Los Kjarkas


O Carnaval de Oruro é a maior atração turística da Bolívia. Reconhecido pela UNESCO como “obra-prima do Patrimônio Oral e Intangível da Humanidade”, a festividade tem raízes indígenas e honram Pachamama, a Mãe Terra, e o Tio Supay, o Deus do Submundo. A festa tem milhares de artistas, dançarinos e músicos com fantasias folclóricas tradicionais em desfile mágico que conta a história do bem triunfando sobre o mal. O grupo folclórico Los Kjarkas, além de um clássico boliviano, é parte indispensável da trilha sonora da festa.



Carnaval de Barranquilla

Barranquilla, Colômbia

Artista: Checo Acosta


Um dos maiores carnavais do mundo, o Carnaval de Barranquilla acontece durante os quatro dias que antecedem a quarta-feira de cinzas. No agito da cidade portuária do caribe colombiano, tradições africanas, indígenas, europeias e do Oriente Médio se reúnem em desfiles e blocos de rua ao som de muitos ritmos latinos. O representante máximo da festa é cantor de cumbia e salsa Checo Acosta, proclamado “filho ilustre de Barranquilla”.


*Felipe Viveiros, graduado em Relações Internacionais pela PUC-SP, tem extensão universitária em Comunicação Empresarial pela Universidade da Colúmbia Britânica (Canadá) e é mestre em Relações Internacionais e Organização Internacional pela Universidade de Groningen (Holanda).

  • Facebook
  • Instagram
  • Spotify