Bandas políticas do Leste Europeu que você precisa escutar.

Além de Dubioza Kolektiv. Do Mar Negro aos Bálcãs, da ex-União Soviética, direto para suas playlists.


Por FELIPE VIVEIROS*


Bernays Propaganda (Macedônia do Norte)


Ativista do pós-punk dançante, Bernays Propaganda é uma das bandas de maior sucesso e reconhecimento internacional da Macedônia do Norte. Com quatro álbuns lançados, o grupo já fez várias turnês pela Europa. Seu último álbum "Politika" (2016) flerta com new-wave eletrônico, lembrando o som do New Order e outros artistas do mesmo gênero dos anos 1980. Celebração da desobediência civil, dos direitos humanos e da liberdade, Bernays Propaganda é um convite à uma festa engajada politicamente!



Lyapis Trubetskoy (Bielorrússia)


Popular grupo de ska-punk político, Lyapis Trubetskoy foi fundado em 1990, em Minsk, pelo frontman Siarhei Mikhalok. Por mais de duas décadas a banda conseguiu equilibrar sucesso comercial com credibilidade underground, lançando mais de 12 álbuns de estúdio, acumulando um arsenal de videoclipes e ganhando vários prêmios na Bielorrúsia e no Exterior. Em 2014, após o lançamento de seu álbum Matrioshka, a banda anunciou um hiato.



Okean Elzy (Ucrânia)


Uma das bandas mais populares, carregadas de tom político e comercialmente bem sucedidas da Ucrânia, Okean Elzy foi formada em 1994 na cidade de Lviv pelo frontman Svyatoslav Vakarchuk. Muitos críticos reconhecem Okean Elzy como a melhor banda de rock das 11 repúblicas da antiga União Soviética. Com letras profundas e estilo musical único, o grupo quebrou a barreira linguística ao combinar sonoridade europeia, melodias eslavas e poesia ucraniana.



Pussy Riot (Rússia)


Coletivo de arte, performance feminista e banda punk, Pussy Riot estampou manchetes internacionais depois que suas integrantes foram presas por protestar contra a reeleição do presidente russo, Vladimir Putin, ea corrupção da Igreja Ortodoxa Russa. O grupo se formou em Moscou, em 2011, como resposta às políticas governamentais que discriminavam as mulheres no País. Influenciados por bandas americanas de grrrl e Oi!, bem como pela filósofa e teórica cultural franco-búlgara, Julia Kristeva, as apresentações musicais do coletivo combinam letras políticas e riffs de guitarra abrasivos.



Taxi (Romênia)


Em energético rock contemporâneo, Taxi foi fundado na cidade de Bucareste em 1999. Suas letras, políticas e irônicas, criticam desde a famosa competição musical Eurovision, às políticas públicas de sacrifícios de cães no País e o estado em que se encontra a economia e a sociedade romena nos dias atuais.



*Felipe Viveiros, graduado em Relações Internacionais pela PUC-SP, tem extensão universitária em Comunicação Empresarial pela Universidade da Colúmbia Britânica (Canadá) e é mestre em Relações Internacionais e Organização Internacional pela Universidade de Groningen (Holanda).

DO RESTO DO MUNDO

cultura

  • Facebook
  • Instagram
  • Spotify

Copyright © 2020 Cultura do Resto do Mundo.

Todos Direitos Reservados. Arte do Site: Viviane Seeger.

  • Facebook
  • Instagram
  • Spotify