Estação Namíbia

Do kwaito ao afro-pop, cantados em inglês, africâner, alemão. Venha dançar... E refletir.


Por FELIPE VIVEIROS*


EES

Estilo: Kwaito, African house e afro pop.


Direto da capital Windhoek, ESS mescla africâner, inglês e alemão em suas letras. No mundo da música africana desde 2001, suas letras e videoclipes são recheados de referências da Namíbia, como o estilo de vida e as belas paisagens naturais. O músico produziu a maior parte de sua carreira com gravadora própria e tem sido um nome recorrente também na África do Sul e Alemanha.



Gazza

Estilo: Kwaito, dancehall e hip-hop.


Em sinergia de várias influências musicais, Gazza canta sobre a vida na cidade. Com letra afiada sobre os aspectos do dia a dia namibiano, interpreta para todos os nativos, de todos os estilos e gostos. Com muitos álbuns já lançados, o artista é sem dúvida um dos mais vendidos de todos os tempos no país, integra diversos projetos sociais e governamentais. Gazza acredita que a educação é o caminho para tornar os sonhos realidade.



The Dogg

Estilo: Kwaito, hip-hop e house.


Nascido Martin Morocky, The Dogg cursava a Universidade da Namíbia quando abandonou para seguir carreira musical. Considerado um intérprete do gênero regional kwaito, o artista fez parte do grupo Omalaeti O'Swapo, conhecido por suas letras de teor político. The Dogg é sucesso em países como Botswana, Zâmbia e Zimbábue e um dos artistas mais premiados da Namíbia.



Jericho

Estilo: hip-hop, rap e freestyle.


Rapper da comunidade de Katutura, na capital Windhoek, Jericho é um dos MCs de maior sucesso na Namíbia. Amplamente conhecido na cena musical do país durante a última década, sua base de fãs continua a aumentar com colaborações de diversos artistas do continente africano. Multipremiado, o músico ganhou o Namibian Music Awards, em 2011.



Lize Ehlers

Estilo: Afro-pop e hip-hop.


Cantora, compositora, atriz e poetisa, Lize Ehlers foi nomeada Embaixadora de Artes da Namíbia, em 2013. Com experiência em canto, interpretação, roteiro e produções multimídia, interpretou seu hit "Change" na Celebração da Independência da Namíbia. É fluente em inglês, africâner e alemão, além de ainda cantar em idiomas locais como damara, zulu e xhosa.


*Felipe Viveiros, graduado em Relações Internacionais pela PUC-SP, tem extensão universitária em Comunicação Empresarial pela Universidade da Colúmbia Britânica (Canadá) e é mestre em Relações Internacionais e Organização Internacional pela Universidade de Groningen (Holanda).

  • Facebook
  • Instagram
  • Spotify