DIA DAS CRIANÇAS

Animações para você ser criança outra vez.


Por FELIPE VIVEIROS*


Kirikou e a Feiticeira (África Ocidental)


Adaptado do folclore africano, o filme narra as aventuras de Kirikou, um menino minúsculo com inteligência e generosidade maiúsculas. A produção é francesa, belga e luxemburguesa com roteiro, estética e música inspirados na cultura da África Ocidental, região onde o diretor Michel Ocelot passou a maior parte de sua infância.



Os Irmãos Guardiões (China)


Filme em formato animação do diretor Gary Wang, transporta as crianças para o mundo espiritual chinês. As pessoas não acreditam mais nos Deuses que, para enfrentar a ameaça do (Deus)emprego, se aventuram no mundo dos mortais, trazendo transformações inesperadas tanto para os humanos, quanto para os espíritos.



Zarafa (Sudão)


A animação é uma bela aventura sobre a vida de Maki, um jovem sudanês amigo de uma girafa órfã chamada Zarafa. A trama situa-se no início do século XIX e revela a incrível viagem de Maki para acompanhar Zarafa a Paris, ondeserá entregue como presente do Paxá do Egito ao Rei da França. O filme é uma produção franco-belga dirigida por Rémi Bezançon e Jean-Chirstophe Lie.



A Canção do Oceano (Irlanda)


"Amhrán na Mara" é uma fantasia em estilo animação sobre a história de um menino irlandês que descobre que sua irmã, que não fala, é uma selkie, –criatura mitológica do folclore de seu país–e que tem como missão libertar as fadas da deusa celta Macha. A obra foi indicada ao Oscar de Melhor Longa de Animação, em 2015, e possui versão integral em língua original irlandesa.



A Ganha-pão (Afeganistão)


Indicado ao Oscar de Melhor Longa de Animação, em 2018, "A Ganha-pão" aborda a vida de uma menina de 11 anos sob o domínio do Talibã, no Afeganistão do começo dos anos 2000. Após a prisão injusta de seu pai, a jovem corta o cabelo e se veste como menino em uma busca épica para encontrar o pai e reunir a família novamente. O filme é uma coprodução entre Canadá, Irlanda e Luxemburgo e tem Angelina Jolie como produtora executiva.


*Felipe Viveiros, graduado em Relações Internacionais pela PUC-SP, tem extensão universitária em Comunicação Empresarial pela Universidade da Colúmbia Britânica (Canadá) e é mestre em Relações Internacionais e Organização Internacional pela Universidade de Groningen (Holanda).

DO RESTO DO MUNDO

cultura

  • Facebook
  • Instagram
  • Spotify

Copyright © 2020 Cultura do Resto do Mundo.

Todos Direitos Reservados. Arte do Site: Viviane Seeger.

  • Facebook
  • Instagram
  • Spotify