Dois países: uma Coreia

Filmes para mergulhar no conflito que, até hoje, divide um mesmo povo.


Por FELIPE VIVEIROS*


A Segunda Guerra Mundial dividiu a Coreia em duas no conhecido "paralelo 38". A Coreia do Norte, de ideologia comunista, com o apoio da China e da União Soviética, e a Coreia do Sul, capitalista e com um poderoso aliado, os EUA.


A Guerra da Coreia começou em 1950 quando a Coreia do Norte invadiu sua vizinha do Sul após confrontos ao longo da fronteira. Embora tenha chegado ao fim oficialmente em 1953, o conflito separou famílias e registra várias histórias de amigos e parentes que lutaram em lados opostos. Muitas vezes, até irmão contra irmão.


A Cultura do Resto do Mundo separou para você ícones do cinema sul-coreano que retratam o conflito com grande carga emocional, lembrando de maneira criativa, romântica ou mesmo crítica o trauma duradouro em uma ideológica e física divisão que perdura até hoje.


Tae Guk Gi: The Brotherhood of War (2004)


Um dos filmes coreanos de guerra mais renomados de todos os tempos, "Tae Guk Gi: The Brotherhood of War" aborda dois irmãos que lutam por lados opostos na Guerra da Coreia. A trama do diretor Kang Je-gyu começa em 1950 e cobre uma série de batalhas do conflito, desde da guerra urbana de Pyongyang até as famosas disputasnas colinas do paralelo 38. Com cinematografia de alto nível, efeitos especiais e excelente atuação do elenco, o filme foi a primeira obra contemporânea e de grande orçamento sobre a Guerra da Coreia.



Joint Security Area (2000)


A Guerra da Coreia terminou em 1953, mas suas consequências permanecem vivas. A divisão nacional serviu de inspiração para o roteirista e diretor Park Chan-wook no thriller "Joint Security Area", um dos melhores do gênero. A trama envolve o espectador um uma amizade inesperada entre tropas norte e sul-coreanas baseada no romance "DMZ" de Park Sang-yeon. A produção, que foi rodada na Coreia do Sul, aborda uma investigação em torno de um tiroteio na Zona Desmilitarizada da Coreia, a fronteira fortificada que separa os dois países. O longa foi a maior bilheteria coreana à época de seu lançamento e ganhou, na categoria de Melhor Filme, no Grand Bell Awards, o“Oscar sul-coreano”.



The Long Way Home (2015)


A guerra tem combate, mas também registra inimagináveis demonstrações de respeito mútuo. Alguns filmes coreanos trazem o surpreendente, revelam companheirismo mesmo entre inimigos. Escrito e dirigido por Cheaon Sung-il, "The Long Way Home" é um filme cômico de guerra sobre um soldado sul-coreano que tem a missão de entregar um documento militar secreto, que pode decidir o destino da guerra. Sob ataque, o soldado perde o documento que vai parar nas mãos de um militar norte-coreano. Por incrível que pareça, enquanto competem pelo documento, o incidente rende uma amizade improvável entre os dois.



In Love and War (2011)


Entre comédia, romance e combate, "In Love and War" proporciona uma abordagem mais sutil sobre a Guerra da Coreia. No longa, tropas norte-coreanas logo após o início da guerra, em 1950, entram a uma remota vila sul-coreana. Para garantir sua sobrevivência, os habitantes da vila acolhem as tropas de uma maneira afetuosa e hospitaleira. De maneira natural, a convivência começa a desenvolver amizade entre os soldados e os aldeões. A roteirista do filme, Bae Se-young foi inspirada por uma história verdadeira de sua própria avó, que viveu no vilarejo de Pyeontaek. O diretor Park Geon-yong deixou claro que seu objetivo foi dar um toque de leveza à trágica história de guerra, e destacar a situação das pessoas mais vulneráveis no conflito: os civis.


*Felipe Viveiros, graduado em Relações Internacionais pela PUC-SP, tem extensão universitária em Comunicação Empresarial pela Universidade da Colúmbia Britânica (Canadá) e é mestre em Relações Internacionais e Organização Internacional pela Universidade de Groningen (Holanda).

DO RESTO DO MUNDO

cultura

  • Facebook
  • Instagram
  • Spotify

Copyright © 2020 Cultura do Resto do Mundo.

Todos Direitos Reservados. Arte do Site: Viviane Seeger.

  • Facebook
  • Instagram
  • Spotify