5 séries alemãs que você precisa assistir.

Se apaixonou por Babylon Berlin? Um dos países com a maior produção cultural da Europa, a Alemanha mostra que tem muito a oferecer para além de Dark.


Por FELIPE VIVEIROS*


Filhos da Guerra (2013)


A minissérie, com três capítulos de 90 minutos cada, retrata o Nazismo pela visão de cinco jovens amigos (um deles judeu) e revela, passo a passo, como a vida deles mudou para sempre em razão do conflito.“Filhos da Guerra”ganhou 18 prêmios internacionais, incluindo o Emmy de 2014.



Deutschland 83 (2015)


A série estrelada pelo ator alemão – e músico – Jonas Nay, retrata um jovem cidadão da Alemanha Oriental, em 1983, que é enviado a Alemanha Ocidental como espião disfarçado, integrante da organização de polícia secreta e inteligência Stasi. A produção estreou em 2015, nos EUA, no canal Sundance TV, tornando-se a primeira série em língua alemã a ser transmitida em rede norte-americana.



Ku'damm 56 (2016)


A minissérie é uma trilogia da televisão alemã e revela a geração jovem dos anos 1950 no período entre o fim da Segunda Guerra Mundial e o Milagre Econômico da Alemanha. A produção discute a moral, as primeiras experiências sexuais de jovens mulheres e os valores da época, ainda influenciados por uma Alemanha nazista. O nazismo havia acabado, mas ainda estava na cabeça das pessoas.



Bad Banks (2017)


Produzida em 2017, Bad Banks é uma série de televisão alemã-luxemburguesa que tem como foco uma jovem banqueira de investimentos trabalhando em Luxemburgo. Após sua demissão, a moça se muda para Frankfurt e é confrontada por maquinações abusivas do mundo das finanças, sua vida profissional é marcada por egoísmo e pressão para subir na carreira.



4 Blocks (2017)


A série retrata a saga de um líder de uma família libanesa no cartel de drogas em Berlim-Neukölln. A primeira temporada estreou na TNT da Alemanha, em maio de 2017. 4 Blocks foi aclamada pela crítica do país e ganhou vários prêmios nacionais, incluindo os mais importantes da televisão alemã (Deutscher Fernsehpreis) nas categorias Melhor Série Dramática, Melhor Ator e Melhor Diretor.



*Felipe Viveiros, graduado em Relações Internacionais pela PUC-SP, tem extensão universitária em Comunicação Empresarial pela Universidade da Colúmbia Britânica (Canadá) e é mestre em Relações Internacionais e Organização Internacional pela Universidade de Groningen (Holanda).

DO RESTO DO MUNDO

cultura

  • Facebook
  • Instagram
  • Spotify

Copyright © 2020 Cultura do Resto do Mundo.

Todos Direitos Reservados. Arte do Site: Viviane Seeger.

  • Facebook
  • Instagram
  • Spotify